sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Convocatória para uma sessão ordinária da CN em 12 de Novembro de 2016

Amigos,

Infra a Convocatória para uma sessão ordinária da CN em 12 de Novembro de 2016 do PPV/CDC, que terá lugar na Rua do do Picoto, 85, 4800-060, Guimarães, às 14h30.

De acordo com a alínea c) do nº 2 do artigo 20º dos estatutos do partido Cidadania e Democracia Cristã (PPV/CDC) convoco todos os membros do PPV/CDC para uma sessão ordinária da Convenção Nacional para o dia 12 de Novembro de 2016, pelas 14h30, onde será apreciado e votado o plano de acção e orçamento para o ano de 2017. 
O local da reunião será Rua do Picoto, 85, 4800-060, Guimarães. 
Se à hora marcada não existir quórum mínimo (metade mais um) a Sessão da CN terá início meia hora mais tarde com qualquer número de presentes. 
Proposta de Ordem de Trabalhos: 
1 – Informações. 
2 – Contas e relatório de actividades de 2015 
3 – Apreciação e votação do plano de acção e orçamento para o ano de 2017 
4 – Outros assuntos 
Porto, 27 de Outubro de 2016 
O Presidente da Mesa da 
Convenção Nacional do partido Cidadania e Democracia Cristã (PPV/CDC) 
Carlos Fernando da Conceição Sousa 

PAZ E BEM
Carlos Fernando da Conceição Sousa
Presidente da Mesa da CN do PPV/CDC

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Comunicado PPV/CDC Presidenciais 2016



Comunicado da DPN PPV/CDC

A Direção Politica Nacional do PPV/CDC reunida, em Guimarães no dia 9 de janeiro de 2016, depois de analisar a reação destes às missivas enviadas aos candidatos à presidência da república e as propostas apresentadas por estes a todos os Portugueses, deliberou:

1º O PPV/CDC não apoia nenhum dos candidatos ao acto eleitoral de 24 de janeiro de 2016 .
2º Todos os militantes e apoiantes do PPV/CDC devem votar segundo a sua consciência.
3º Apela ao respeito pela política por todos os intervenientes neste acto, pois a política é uma forma de viver a misericórdia.

O PPV/CDC reafirma que, o primeiro dever de um Presidente, é defender a vida de todos os Portugueses, infelizmente os Portugueses com menos de dez semanas não vão ter no proximo presidente um defensor do seu direito a viver.
Também, para infortúnio da nossa pátria, não se apresenta nenhum candidato que defenda a Liberdade, Solidariedade e a Justiça como é defendida pela Doutrina Social da Igreja.

19-01-2016

Direcção Política Nacional

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Cidadania e Democracia Cristã: A Primavera e a semente de mostarda

Cidadania e Democracia Cristã: A Primavera e a semente de mostarda

A Primavera e a semente de mostarda


A Primavera sucede sempre ao Inverno.

Falamos do Inverno Demográfico!

Ninguém põe em causa a realidade que é a baixa da natalidade em Portugal. Foi dado um nome a este fenómeno trágico: o Inverno Demográfico!

Forças vivas da nossa sociedade preocuparam-se (ou dizem preocupar-se)! Criaram comissões de estudo, convocaram pessoas notáveis, médicos, cientistas, psicólogos, enfim, pessoas que com douta formação poderiam contribuir para uma fórmula mágica para terminar com o inverno em causa.

Mas como tudo na vida, não bastam estas iniciativas que, de facto, servem para impressionar e tentar mostrar que, principalmente os políticos, estão atentos e que têm poder para inverter a trágica tendência que tende a reduzir a força da Nação – os cidadãos.

São necessários sinais claros de que a intenção é honesta e que querem de facto resultados positivos.
Mas por cá, em Portugal, os sinais são o inverso do que deveriam ser.
Só se combate a baixa natalidade, fazendo com que se nasça. Promovendo uma cultura de vida, estimulando as pessoas a constituírem a célula da vida – a Família.

Infelizmente vigora uma falsa modernidade, aquela que em tudo vê uma solução – a morte.
E nada tem a ver com os partidos da dita esquerda. Hoje há em todas as forças partidárias defensores da morte (aborto e eutanásia).

Mas ainda há esperança. Há uma pequena semente que, tal como a semente de mostarda, pode dar vida a uma enorme árvore! A pequena semente é o PPV/CDC, que na sua estratégia defende todas as acções que apoiam as famílias e que declaradamente rejeita qualquer política de morte, ou mesmo qualquer sinal negativo para a Primavera Demográfica.

Nós, os defensores da vida, temos obrigação de nos movimentarmos para actuar concertadamente.
Para já iremos encontrar-nos no dia 28 onde poderemos começar a germinar a tal grande árvore – A PRIMAVERA DEMOGRÁFICA.


Carlos Sousa
Presidente da Mesa da Convenção Nacional

Comunicado do Responsável-Geral aos Órgãos de Comunicação Social


 A Direção Política Nacional do partido Cidadania e Democracia Cristã (PPV/CDC) reuniu no passado sábado, dia 14 de Novembro, na cidade de Guimarães.

Depois de analisarmos os resultados das últimas eleições legislativas, do dia 4 de Outubro, e o clima político que desde essa data se vive em Portugal, o PPV/CDC vem apelar a todos os protagonistas políticos com intervenção no espaço público, para que saibam dignificar a ação política nunca ignorando que esta deve ser pautada pela busca do bem comum.

O clima violento que se vive, numa atitude que envergonha a democracia, em nada dignifica os partidos que lutam pela imposição das suas necessidades de poder.

O PPV/CDC vai continuar a lutar com todas as suas forças pela inversão do inverno demográfico cada vez mais rigoroso em Portugal, principalmente depois da aprovação das últimas iniciativas legislativas apoiadas pelos partidos de esquerda.

A Direção do PPV/CDC lamenta todas as vítimas dos atentados terroristas e apoia o combate ao terrorismo, não como sede de vingança mas antes como defesa da vida e de uma cultura que se funda nos valores cristãos.

O PPV/CDC reafirma a sua confiança nas instituições democráticas. Neste sentido, pedimos ao Exmo. Senhor Presidente da República Portuguesa que decida em consciência e que nomeie como próximo Governo aquele que defenda os interesses de Portugal e dos Portugueses principalmente os mais vulneráveis. Respeitaremos qualquer que seja a sua decisão pois defendemos os valores democráticos.

Só com um Portugal Pró Vida poderemos inverter o inverno demográfico.

PPV/CDC
Responsável Geral

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Convocatória PPV/CDC, 28 de novembro em Fátima

CONVOCATÓRIA

De acordo com a alínea c) do nº 2 do artigo 20º dos estatutos do partido Cidadania e Democracia Cristã (PPV/CDC) convoco todos os membros do PPV/CDC para uma sessão ordinária da Convenção Nacional, onde será apreciado e votado o plano de acção e orçamento para o ano de 2016.
O local da reunião será na área residencial do nosso amigo Armando Mendes, junto ao HOTEL SOLAR DA MARTA, Rua Francisco Marto, 74, 2495-448 Fátima, Telefone 249531152, no dia 28 de Novembro de 2015, pelas 14 horas. Se à hora marcada não existir quórum mínimo (metade mais um) a Sessão da CN terá início meia hora mais tarde com qualquer número de presentes.

Proposta de Ordem de Trabalhos:
1 – Informações.
2 – Apreciação e votação do plano de acção e orçamento para o ano de 2016
3 – Outros assuntos


Porto, 14 de Novembro de 2015
O Presidente da Mesa da
Convenção Nacional do partido Cidadania e Democracia Cristã (PPV/CDC)
Carlos Fernando da Conceição Sousa





segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Cidadania e Democracia Cristã tem novo Responsável-Geral

Cidadania e Democracia Cristã tem novo Responsável-Geral    


O partido Cidadania e Democracia Cristã elegeu ontem o seu novo Responsável-Geral e a nova Direção Política Nacional numa Convenção Nacional no Solar da Marta, em Fátima, que reuniu filiados de várias zonas do país.

Iniciando com uma sentida homenagem ao fundador Prof. Dr. Luís Botelho,  falecido recentemente, a Direção cessante liderada pela Dra. Tânia Avillez (viúva do fundador) foi reconduzida mas agora com alguns novos elementos e com a liderança de Manuel Matias.

A votação foi a maior de sempre do partido e permitiu eleger a Lista A "Mais Democracia Cristã".

Cabe assim, à equipa liderada por Manuel Matias a responsabilidade de doravante liderar a direção política do nosso partido e, com ajuda de todos os militantes, ajudar a escrever o futuro do partido, num contexto político particularmente instável mas suficientemente desafiante e historicamente pertinente para Portugal.

Pela DPN

Saudações cristãs e o nosso obrigado!